outubro 31, 2017

500 ANOS DE REFORMA PROTESTANTE, 5 DE REFORMA DA SARA


Eu escrevi um texto há meses, um ano eu acho, que pensei em postar hoje por me lembrar de um dos legados deixados pela Reforma: Sola Scriptura, que significa que a Bíblia está acima das tradições humanas, dos sistemas religiosos. Mas acho que tenho mais um pouco a dizer sobre isso. Na verdade, perguntei ao Espírito Santo se havia mais para ser escrito, e, de repente, eu li:

“Onde não há revelação divina, o povo se desvia; mas como é feliz quem obedece à lei!” Provérbios 29:18 NVI

Bom, não sei se você notou mas é raro encontrar uma igreja (congregação) que não funcione sob um sistema. Talvez nem mesmo seja um sistema quebrado, falido. A maioria é muito eficiente, e humanamente bem sucedida. No entanto, não é muito difícil notar que esses sistemas trazem um peso espiritual enorme. Esse fardo vai muito além da renúncia cristã "natural", porque ele trabalha com mérito e obras.

Sem obras, a fé é morta – que fique claro. Mas, se não há o direcionamento do Espírito Santo, os frutos não permanecem. Não dura, porque os sistemas são alto destrutivos. Eles dão um salto, aquele "boom" que todos nós já vimos em algumas igrejas, mas há uma corrosão interna por não haver uma estrutura que sustente o tão desejado "sucesso", e o resultado é que isso desmorona com os anos.

Na primeira multiplicação dos pães e dos peixes Jesus pede para os discípulos dividirem a multidão em grupos antes que Ele desse graças e o milagre acontecesse. O que Ele fez foi preparar o ambiente para que o sobrenatural (a multiplicação) tivesse a situação propícia para superar a realidade física. Quero dizer, há algo que nós devemos fazer sim. Precisamos nos posicionar diariamente para que quando o momento propício para aquilo que Deus planejou chegar a gente possa estar no lugar certinho.

Veja: não há nada sistemático na vida com Cristo, por mais que sejamos super fiéis à nossa rotina, nós nunca sabemos como exatamente vai ser nosso dia quando acordamos. Requer trabalho, e organização, mas nunca é do mesmo jeito. Nossos pequenos fracassos diários, na verdade, são a forma de Jesus nos ensinar a sermos mais maduros espiritualmente.

Então, o que eu quero te alertar é que você não deve viver sob o julgo de sistemas, Jesus te fez livre disso. E, o preço que Ele pagou para que você vivesse de maneira livre foi muito alto para você ser levado por qualquer doutrina. Você precisa conhecer ao Senhor Jesus através de uma revelação pessoal. E, não me refiro às suas próprias concepções de vida e pensamento, mas sim me refiro à você, um lugar quieto, a Bíblia e o Espírito Santo.

“Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e as intenções do coração.” Hebreus 4:12 NVI

As profecias que são entregues a você por irmãos em Cristo são muito importantes para sua caminhada também, contudo, elas precisam de uma confirmação bíblica. Nada se compara ao poder da Palavra de Deus, e nada na sua vida deve exercer mais influência sobre você do que ela. Nada que o seu pastor fale, nada que sua congregação acredite, nada que uma doutrina congregacional diga, nada que um sistema religioso imponha para você deve ditar a sua vida – e eu sei que soa como insubordinação, mas se eu estiver errada a Bíblia vai te dizer.

É isso! Eu também não posso dizer o que você deve fazer! Leia a sua Bíblia, por favor. Você precisa ter uma revelação divina pessoal. Você precisa ter sua própria experiência com o Espírito Santo. E não deixe ninguém dizer que não pode isso ou aquilo, porque só o Pai pode saber e dizer se a sua revelação de quem é a Pessoa do Espírito Santo é genuína ou não. Você precisa conhecer Jesus. Conhecê-Lo pessoalmente, sabe? Sem a intervenção de terceiros – ok, talvez alguém que realmente tenha intimidade com Deus possa te orientar. Mas, a questão é que você precisa deixar que o Senhor faça um reforma em você.

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”  Romanos 12:2 NVI

Um dia desses eu li esse versículo e eu notei algo que não tinha notado antes (história da minha vida): que não é Jesus que deve me transformar. Eu preciso me transformar através da minha atitude de renovar a minha mente. Nós precisamos fazer isso por nós mesmos – entendeu agora porque tem tanta gente que tem anos de igreja e de contato com a Palavra e nunca mudam?!

O Pai já nos deu tudo o que precisamos para viver uma reforma: Seu Filho, Seu Espírito e Sua Palavra. Entretanto, cabe a nós decidirmos se queremos mudar, cabe a nós sermos sinceros, cabe a nós nos posicionarmos nas verdades do Evangelho de Cristo todo dia, cabe a nós crermos no que Jesus diz sobre quem somos, cabe a nós nos achegarmos a Ele e então Ele se achegará a nós.

Quem faz revolução é quem já passou por uma revolução interna. Dê o primeiro passo. Prometo que não vai ser um fardo pra você passar alguns minutos com o Espírito Santo – acredite em mim: em breve se tornarão horas de puro deleite. Mas, vai ter que fazer isso "sozinho".

Bom, eu preciso de você (reformado), você precisa de mim (reformada), e nós precisamos de Cristo (o Grande Reformador) – até o fim, rs. – para reformar essa igreja sistemática dos nossos tempos. Porque “ecclesia reformata et semper reformanda est”, ou “igreja reformada, sempre se reformando” (Gilbertus Voet).

S. x

2 comentários: